sexta-feira, 30 de abril de 2010

batuque na XV

Enfim... depois de uma aula sobre as línguas que os africanos trouxeram ao Brasil na época da colonização, a epistemologia de escravo e bugre (bem curiosa, mas não posso publicar aqui)... estava indo para casa, e como a Sofia (minha colega argentina) mora no meio do caminho de um ponto de ônibus, resolvi ir com ela para colocarmos o assunto em dia. A deixei na porta do prédio e segui rumo à Carlos Gomes... fui pela Marechal Deodoro, porque fiquei com medo de andar pela XV com a câmera na mochila... bom, estava quase chegando perto da rua da praça, comecei a ouvir uns batuques estranhos... parecia ensaio de escola de samba... resolvi chegar mais perto e ver o que acontecia... deu nisso! Uma roda (algo bagunçada) de samba, com um povo dançando e outro tanto só olhando... não resisti e tirei umas fotinhos!
Uma delas é essa aí, sei que ficou sem foco, mas adorei a ideia de movimento nela, porque realmente mexeu com algumas pessoas!
Bom final de semana!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Alice


ali

ali
se

se alice
ali se visse
quanto alice viu
e não disse

se ali
ali se dissesse
quanta palavra
veio e não desce

ali
bem ali
dentro da alice
só alice
com alice
ali se parece

(in: Caprichos & Relaxos (saques, piques, toques & baques), Paulo Leminski)

terça-feira, 27 de abril de 2010

Juba da Jujuba

Nada a ver essa foto... na verdade é só para constar como o povo é curioso! Sou uma Zé Ninguém, mas só se estar com um tripé na mão viro alguém importante, hahaha... Dêem uma olhada no povo lá no fundo!
Vontade de pegar um dia só para fotografar... ai ai...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Mais Teatro, Brasil!!!!

Que papo é esse?!
Simples: muitos estão participando da campanha Mais Teatro, Brasil! E alguns blogueiros foram convidados para ajudar a divulgar a campanha, sendo assim, essa divulgação foi extendida para quem tiver afim de vestir a camisa e usar o blog para espalhar a notícia por todos os cantos cibernéticos.

Tá e daí?! Daí que está lançada esta campanha que é, na verdade, um manifesto para que tenha mais teatro nas cidades brasileiras, e não só o teatro, com ele vem a inclusão sociocultural, educacional e digital para espalhar cultura e arte por todo o Brasilzão!

Para que nós possamos alcançar o objetivo do manifesto, devemos colher o maior número de assinaturas para que se possa dar entrada ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular e que dessa forma, seja obrigatória a construção de um "Centro Integrado de Cultura" em cada cantinho do Brasil que tenha uma população maior que 25 mil habitantes.

Dado o resumo da ópera, participem dessa campanha! Assinar não custa nada além de alguns cliques e você pode ter mais informação no site oficial da campanha Mais Teatro Brasil: O Teatro é Nosso!

Vamos nos mexer, afinal de contas O Teatro é Nosso! E só depende de nós para que essa arte chegue a todos!

domingo, 25 de abril de 2010

birds

video

Coisas que a gente faz quando deveria fazer outras coisas bem mais "importantes"...

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A Estrada


'A Estrada' - Um homem (Viggo Mortensen) e seu filho tentam sobreviver em meio a um mundo destruído por um cataclisma. Adaptação do romance homônimo e vencedor do Pulitzer de 2007, de Cormac McCarthy - autor dos livros que deram origem a 'Espírito Selvagem' e 'Onde os Fracos Não Têm Vez'. O australiano John Hillcoat dirige o longa a partir do roteiro de Joe Penhall. O elenco também conta com Charlize Theron e Guy Pearce.

Fui assistir hoje... não estava nos planos... apenas uma jantinha, mas caímos no cinema. E sim, deixamos de assistir Alice para assistir esse!
O filme é bem denso, nem um pouco alegre, digamos que não é um filme para assistir na sexta à noite com o namorado, mas é excelente! Fazia um bom tempo que eu não via um filme bom desse tipo, daqueles que cutucam e você sai do cinema com a história na cabeça... enfim... propaganda demais pode atrapalhar quem pretende ver... a dica é ir sem pensar no que esperar!

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Post pra Nati!


Estava mexendo na minha escrivaninha e olha só o que achei!
Nati, faz um ano que você me deu esse pacote de poesias do Leminski! E nossa, nem imaginava que agora eu estaria estudando sobre ele e com planos em cima das poesias dele!
Thanks thanks thanks!
Saudades de você!

wo ai ni


Ontem eu estava saindo da aula e vi um menino esperando sua namorada no carro. Quando ela o viu, abriu um sorriso tão lindo e deu para ver o quanto os olhos dele brilharam!
Achei tão lindo isso... enfim...

domingo, 18 de abril de 2010

un poco de mí

eu devia estar dormindo, eu sei...
eu devia estar lendo, eu sei...
mas só estava fotografando, hehe...

de repente senti uma vontade enorme de fazer isso, e como não dá para sair de madrugada sozinha com a câmera... foi no quarto mesmo...

enfim... era isso!

"A paixão segundo GH"

Estava visitando o blog da Moni e encontrei esse teste que eu havia mandado para ela uma vez, na primeira vez que o fiz, meu resultado saiu igual ao dela: "Antologia Poética" do Drummond, hoje deu "A paixão segundo GH"... engraçado isso... estamos em constante mutação...

Será que sou assim mesmo?

"A paixão segundo GH", de Clarice Lispector

Você é daqueles sujeitos profundos. Não que se acham profundos – profundos mesmo. Devido às maquinações constantes da sua cabecinha, ao longo do tempo você acumulou milhões de questionamentos. Hoje, em segundos, você é capaz de reconsiderar toda a sua existência. A visão de um objeto ou uma fala inocente de alguém às vezes desencadeiam viagens dilacerantes aos cantos mais obscuros de sua alma. Em geral, essa tendência introspectiva não faz de você uma pessoa fácil de se conviver. Aliás, você desperta até medo em algumas pessoas. Outras simplesmente não o conseguem entender.
Assim é também "A paixão segundo GH", obra-prima de Clarice Lispector amada-idolatrada por leitores intelectuais e existencialistas, mas, sejamos sinceros, que assusta a maioria. Essa possível repulsa, porém, nunca anulará um milésimo de sua força literária. O mesmo vale para você: agrada a poucos, mas tem uma força única.

Julieta Venegas

Esses dias estava indo para a faculdade e ouvi essa cantora.
A versão unplugged é ótima, e para variar quase choro, ou choro, quando escuto, que emo, hehehe... Brincadeiras à parte, a música é linda.

Si quieres un poco de mí
Me deberías esperar
Y caminar a paso lento
Muy lento

Y poco a poco olvidar
El tiempo y su velocidad
Frenar el ritmo, ir muy lento, más lento.

Sé delicado y espera
Dame tiempo para darte
Todo lo que tengo.

Si quieres un poco de mí
Dame paciencia y verás
Será mejor que andar corriendo
Levantar vuelo

Y poco a poco olvidar
El tiempo y su velocidad
Frenar el ritmo, ir muy lento
Cada vez más lento.

Sé delicado y espera
Dame tiempo para darte
Todo lo que tengo.

Si me hablas de amor
Si suavizas mi vida
No estaré más tiempo
Sin saber que siento.

Sé delicado y espera
Dame tiempo para darte
Todo lo que tengo.

sábado, 17 de abril de 2010

terça-feira, 13 de abril de 2010

Jesus ama você!


Ando quase com a certeza de que querem me converter!

Quinta foi a história da moda evangélica e hoje, indo ao apê do Ander, paro para atravessar a rua, quando sinto um dedo indicador alheio tocar meu braço e falar: "Jesus ama você!"
Essas coisas só acontecem comigo!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Dostoievski

Estou lendo um livro para a monografia (As astúcias da enunciação, Fiorin) e nele tem essa citação de Crime e Castigo:
Eu gosto disso, de que a gente se engane!... É a única coisa em que o homem é superior aos outros organismos. É assim que se chega à verdade. Sou um homem e é porque me engano que sou um homem. Não se chegou nunca a nenhuma verdade sem ter-se enganado ao menos quatorze vezes, ou talvez mesmo cento e quatorze vezes e isso é talvez um caso singular em seu gênero. Mas sequer sabemos enganar-nos de uma maneira pessoal. Um erro original vale talvez mais que uma verdade banal (Dostoieviski, 1947, p.386).
Ele é genial!
Boa semana aos poucos frequentadores...






domingo, 11 de abril de 2010

moda evangélica?


Estava no ônibus a caminho do oftamologista para ficar um pouco menos cegueta até que ouço um:
- Ei mocinha, tudo bem? - Era um senhor com seus 60 e poucos anos... olhei e respondi :
- Tudo bem e você?
- Tudo, você sabe o que quer dizer moda evangélica?
- Bom, provavelmente algum evangélico criou para outros evangélicos comprarem lá...
- Seriam roupas mais recatadas?
- Ah deve ser, minha tia é e só pode usar saia comprida e blusas fechadas...
- Esquisito isso não?!
- Com certeza, mas...
E ficou aquele silêncio com vários olhares em nossa direção. Até que o senhor levantou-se para saltar no próximo ponto, olhou-me com um ar de criança aprontando alguma coisa e perguntou:
- E você, vai aderir à moda? - Respondi rindo:
- Eu não e o senhor?!
Ele fez que não com a cabeça e ficou rindo... deu um até logo simpático e foi embora...

mais Leminski

(foto - musicienne)

aqui

nesta pedra

alguém sentou
olhando o mar

o mar
não parou
pra ser olhado

foi mar
pra tudo quanto é lado

(P. Leminski - Polonaises, Curitiba - 1981)